Sérgio Castro

Follow:
Sérgio Castro (aliás Ser Castro) é um compositor, músico e intérprete nascido em Março de 1955, na cidade do Porto, Portugal, que iniciou as suas andanças musicais em 1968. Foi membro fundador de bandas como Tijolo, Síntese ou Rocka, como baterista, guitarrista, baixista e vocalista, até que, em 1974, passou a integrar a formação do Psico, um das mais importantes grupos de “covers” de hard rock e “progressive” rock de sempre em Portugal, onde desempenhou o papel de baixista alcançando notável reconhecimento. Em 1975 fundou, juntamente com António Garcez, Álvaro Azevedo e os já falecidos Sérgio Cordeiro e Juca Rocha os Arte & Oficio – a mais original e emblemática banda do panorama nacional. Em 1980, com a cumplicidade de Álvaro Azevedo e do jovem Joe Medicis, adiantaram-se ao “fenómeno” do Rock Português e iniciaram um percurso musical e literariamente atrevido, suficientemente controverso e que se mantém até aos dias de hoje – Trabalhadores do Comércio. Ao longo da sua carreira musical, compôs variado material, que aparece nos inumeráveis registos discográficos, filmes, peças de teatro assim como muito outro que se manteve inédito até aos dias de hoje. No ano em que se cumprem 50 anos do início da sua carreira, Ser Castro anuncia um álbum com temas inéditos, a ser lançado em 2019, e onde colaboram músicos de diferentes nacionalidades que, ao longo destas 5 décadas, se cruzaram no seu caminho.

 

Sergio Castro (aka Ser Castro) is a composer, musician and performer born in March 1955 in Oporto, Portugal, who began his musical career in 1968. He was a founding member of bands such as Tijolo, Sintese and Rocka where he played drums, guitar or bass, being also a vocalist. In 1974 he joined the line-up of Psico, one of the most important hard rock and progressive rock cover bands in Portugal, as bassist, then reaching high recognition. In 1975 and together with Antonio Garcez, Alvaro Azevedo and the late Sergio Cordeiro and Juca Rocha, he founded Arte & Oficio – the most original and emblematic band on the national scene. In 1980, with the complicity of his old mate Azevedo and young Joe Medicis, they pioneered to the “phenomenon” of Portuguese Rock and began a musical and literary adventure, sufficiently controversial that continues to this day – Trabalhadores do Comercio (The Retailers?). Throughout his musical career, he composed varied material, which appears in many recordings, films or theatrical plays as well as some other that remained unpublished until the present day. In the year that marks the 50th anniversary of the beginning of his career, Ser Castro announces an album with unpublished songs, to be released in 2019, with the participation of musicians of different nationalities who, over the last 5 decades, have crossed his path.
2019 © Ser Castro